Meu anjo da guarda

1º Versão de Meu anjo da guarda – Prólogo

“Cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim; encontrei aperto e tristeza.” (Salmos 116:3) O suicídio sempre foi uma opção. Agora, sem conseguir respirar direito e perdendo a consciência para uma escuridão sem fim, eu me pergunto se fiz a melhor escolha. – Gabriela? – A voz vinha distante e… Continuar lendo 1º Versão de Meu anjo da guarda – Prólogo

Meu anjo da guarda

Meu anjo da guarda – Capítulo 39

O Artur não tinha esquecido de mim. Meu irmão não tinha me deixado pra trás. Respirei fundo aliviada e por alguns instantes contemplei o sentimento de felicidade que estava sentindo.    – O que é isso? – Olhei pro Mateus assustada, como se fosse óbvio, e só então lembrei que ele não sabia da história. … Continuar lendo Meu anjo da guarda – Capítulo 39

Meu anjo da guarda

Meu anjo da guada – Capítulo 38

De início o Mateus ficou relutante, talvez assustado com a minha proximidade repentina. Eu literalmente calei ele. Porém, não demorou muito para retribuir o beijo. Aos poucos foi abrindo sua boca para receber a minha, e sem delongas colocou a mão direita na minha nuca e a esquerda na cintura, me puxando para perto.   … Continuar lendo Meu anjo da guada – Capítulo 38

Meu anjo da guarda

Meu anjo da guarda – Capítulo 37

– Gabi, acorda, já chegamos. – A voz era tão suave que achei que continuava sonhando.    – Hum….    – Gabi, o motorista precisa ir embora. – O Mateus sacudiu de leve meu ombro, e muito a contragosto, abri os olhos.    – Que foi…? – Perguntei sonolenta.    – Precisamos descer do carro,… Continuar lendo Meu anjo da guarda – Capítulo 37

Meu anjo da guarda

Meu anjo da guarda – Capítulo 36

Eu estava morta de curiosidade para abrir o envelope, mas não queria fazer isso na frente do Mateus, por isso me segurei. Saímos do hospital em um silêncio sepulcral e quando chegamos do lado de fora eu sentei no acostamento e peguei o celular para pedir um Uber.   – Quem é Trix? – Ele… Continuar lendo Meu anjo da guarda – Capítulo 36

Meu anjo da guarda

Meu anjo da guarda – Capítulo 32

Eu precisava pensar. Tinha que analisar qual seria meu próximo passo. Depois da conversa com minha mãe, a ideia do suicídio criou vida dentro de mim. Sem rodeios eu pensava em como tirar minha própria vida de um jeito indolor.    Mas aquilo ia ter que esperar. Eu estava destruída, porém não ia ficar nessa… Continuar lendo Meu anjo da guarda – Capítulo 32