Eu odeio Ele

Eu odeio Ele – Capítulo 2

Se você ainda não leu o capítulo 1, clique aqui antes de começar o 2º

“Não se alegre quando o seu inimigo cair, nem exulte o seu coração quando ele tropeçar.” (Provérbios 24:17)

A primeira coisa que pensei foi na dor. Ele tinha atirado e em algum momento meu cérebro paralisado ia descobrir em qual parte do meu corpo o tiro tinha pegado.

Alguns segundos depois percebi que a vítima não era eu. 

O Toddy estava estirado, completamente apagado e com a barriga toda ensanguentada. Seu amigo permanência no meu mesmo lugar de antes e na mesma posição, a única diferença era a arma que agora estava em sua mão.

Com o olhar fixo na direção do selvagem, ele parecia em choque. Admito que aquela cena me deu um certo prazer. Senti que o garoto do banheiro estava sendo vingado.  

 – Será que ele está morto?

– Não sei, mas temos que sair daqui. – Decretou minha amiga.

Eu sabia que aquela era a chance que precisávamos para correr, mas por algum motivo me senti em dívida com o Fumaça, afinal de contas, ele atirou no amigo para proteger duas desconhecidas. 

– Não, calma, precisamos falar com o garoto.

– Você está louca? Ele vai nos matar! – O pânico na voz da Clara estava voltando, mas não me deixei abalar. Confesso que não era só agradecimento. Eu senti um pouco de pena dele. Por causa do seu olhar mortificado me pareceu que ele não tinha matado apenas um parceiro do crime que se achava no direito de controlar sua vida, mas sim, um pai.

Ignorei os apelos de fuga da minha amiga e segui em sua direção.

– Você está bem? – Realmente não sei o que deu em mim.

– Saiam daqui! – Minha aproximação fez ele despertar do transe.

– Não precisa falar assim comigo! Eu só vim agradecer. – Rebati, e hoje me perguntou se eu estava querendo morrer naquela noite. Enfrentei um garoto que não conhecia e que tinha uma arma na mão. Preciso mencionar que provavelmente tinha acabado de matar alguém?

 – Por mim, já estávamos em casa há muito tempo. – A Clara se meteu e me puxou pelo braço.

– Sua amiga está certa, Priscila, vão logo!

A menção do meu nome não me passou despercebido.

– Como você sabe meu nome? – Perguntei perturbada. Eu tinha acabado de conhecer eles, era a primeira vez que ia à uma festa, nunca na vida ouvi o nome Fumaça ou Toddy, então o que explicava o fato daquele estranho saber quem eu era.

Minha desconfiança aumentou quando ele rapidamente se moveu em direção ao corpo do parceiro.

– Eu ouvi sua amiga te chamar. – Respondeu se abaixando perturbadamente e tocando os braços do Toddy.

Era mentira. A Clara não tinha falada meu nome auto o suficiente para que ele ouvisse. Eu podia ser uma pessoa com péssimas qualidades, mas se tinha algo que eu sabia usar bem era minha memória. Mesmo em momentos como aquele eu conseguia guardar os detalhes.

– Priscila, vamos logo! – Minha amiga estava aos prantos. Vê ela daquele jeito me fez entender que eu não tinha tempo para descobrir quem era aquele menino na minha frente ou o outro estirado no chão. Precisávamos ir embora.

E foi assim, com a curiosidade e o pânico borbulhando em minhas veias, que eu deixei pra trás um jovem caído sem nenhum sinal daquela pessoa monstruosa que era, e um garoto assustado que tinha acabado de usar uma arma no sujeito que devia ser o mais próximo de amigo que ele tinha.

Continua…

Muito suspeito o Fumaça saber o nome da Priscila… Será que ele já conhecia ela de algum lugar? Mas de onde??

Continue acompanhando essa história e descubra a resposta 😉

Próxima terça (12), às 20h, sai 3º capítulo. Te aguardo!

 

 

Anúncios

4 comentários em “Eu odeio Ele – Capítulo 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s