Conta, Ray

Conta, Ray – Desejos

Quase ninguém assume, mas a verdade é que todo mundo já desejou em algum momento da vida aquilo que não poderia ter. Eva é o primeiro caso desses que temos registrado. 

Queremos o que não podemos ter, sentimos o que não devemos sentir, olhamos para o que não deveríamos. Às vezes o coração bate mais forte quando deveria se acalmar. Tem horas que pensamos não aguentar. 

Alguns justificam isso dizendo que “a grama do vizinho é mais verde”. Outros alegam que o “proibido é sempre melhor”. Não importa as justificativas ou desculpas, o fato é que como ser humano estamos sempre sujeitos aos arrepios, as batidas aceleradas, aos olhares sorrateiros. 

Entre o que queremos e o que devemos ter existe um abismo enorme. Entre dar vida a pensamentos insanos e permitir que eles ganhem o mundo existe algo chamado bom senso, razão… ou o nome que você queira dar. 

Nem sempre o que queremos é o melhor pra nós, então nos momentos em que a insensatez ameaçar bater em sua porta, não importa o quanto ela pareça absurdamente tentadora, lute. Seja forte para vencer o que sente e até mesmo o que pensa. 

A felicidade está não naquilo que traz emoções ensandecidas, porém passageiras, mas sim no que é real, sólido e duradouro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s