Meu anjo da guarda

Meu anjo da guarda – Capítulo 3

– Ele tá aqui! Me solta! – Puxei meu braço com força, e a Isabel se assustou. 

– Quem, amiga? Você tá em choque…

– Eu não posso sair daqui – Interrompi, sem saber direito o que eu estava falando. 

– Gabriela, vem comigo, amiga… 

– Me deixa, Isabel, eu preciso ver o meu pai! 

Sai correndo e por sorte poucas pessoas ainda estavam tão perto do corpo do meu pai. Minha mãe tinha sido tirada de lá, e agora só os médicos estavam de joelhos tentando trazê-lo de volta. 

Fiquei parada, alguns centímetros longe dele, para não atrapalhar o trabalho dos médicos. Enquanto observava tudo acontecer eu só conseguia pensar em uma coisa: Santiago Ferri, o homem que eu odeio há muitos anos está morto. E como eu me sinto sobre isso? Não sei. É como tivesse um buraco, um vazio do tamanho de uma piscina no meu peito.  

“Perdermos ele…” Alguém murmurou, não baixo o suficiente para me impedir de ouvir, e neste instante eu senti um calafrio no corpo inteiro, como sempre acontecia todas as vezes que meu amigo imaginário me visitava. 

Como por instinto, passei os olhos por todo o salão, e como já esperava, eu o vi atrás das cortinas no palco, sorrindo para mim, aquele maldito sorriso amarelado que sempre revelava dentes tortos e esverdeados. Meu amigo estava de volta, só que dessa vez senti que ele não tinha vindo para brincar. 

 

Continua…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s